CNBB e mais de 70 bispos convocam população para a greve geral (por Outras Palavras)

A Igreja no Brasil acerta o passo com o Papa. Na foto, Francisco com o povo no Rio, em 2013.

Por Outras Palavras – 26/4/2017.

Além da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), pela voz de seu secretário-geral, dom Leonardo Steiner (aqui), 75 arcebispos e bispos de um universo de 308 na ativa neste momento no país lançaram convocações à população para a greve geral contra as reformas do governo Temer e a política de massacre dos pobres do país iniciada depois do golpe de Estado. É uma mobilização eclesial na direção dos pobres não vista desde o fim do regime militar no Brasil, sob o impacto da mudança de rumos que o Papa Francisco lidera na Igreja em todo o mundo.

Leia mais:

http://outraspalavras.net/maurolopes/2017/04/26/cnbb-e-mais-de-40-bispos-convocam-populacao-para-a-greve-geral/#more-1580

Compartilhe
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkedin
Contact us

Direitos Humanos não existem para defender Bandido, existem para impedir que o Estado se torne o Bandido (por João Neto Pitta/via genialmentelouco.com)

post

Por João Neto Pitta – 24/4/2017 – via genialmentelouco.com

Há uma certa incompreensão sobre o que são Direitos Humanos, sobretudo na atualidade, momento em que o diálogo é trocado por ”fuzis verbais”. Fala-se sobre tudo, mas nada se sabe. É o paradoxo moderno.

Leia mais:

http://genialmentelouco.com.br/2017/04/24/direitos-humanos-nao-existem-para-defender-bandido-existem-para-impedir-que-o-estado-se-torne-o-bandido

 

Compartilhe
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkedin
Contact us

Reforma trabalhista é aprovada na Câmara; veja como votou cada deputado (por Pragmatismo Político)

reforma trabalhista voto deputados

Por Pragmatismo Político – 26/4/2017.

Reforma trabalhista acaba de ser aprovada na Câmara dos Deputados. Projeto do governo Temer representa o maior ataque aos direitos dos trabalhadores em todos os tempos. Apenas oito partidos orientaram voto contra. Veja como votou cada deputado.

Leia mais:

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2017/04/as-principais-mudancas-da-reforma-trabalhista-e-como-votou-cada-deputado.html

Compartilhe
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkedin
Contact us

Os apoiadores do golpe

A Globo não está sozinha no apoio ao golpe. Tem também os principais veículos da mídia tradicional (rádio, TV, jornal, revista, internet). E mesmo essas, só fazem o que fazem porque são porta-vozes da maior parte do PIB empresarial, do Judiciário e das forças políticas de direita do país. A direita do país se uniu – por razões históricas, políticas, econômicas e culturais – e deu um golpe sem o uso da força militar (até o momento!), mas fortemente apoiado por setores hegemônicos da geopolítica internacional (à frente, os Estados Unidos).

Compartilhe
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkedin
Contact us

Rico que gritava “vai para Cuba” foi para Portugal (por Sérgio Saraiva/via GGN)

Portugal3

Por Sérgio Saraiva – 24/4/2017 – via Luis Nassif/GGN.

Mas, e você coxinha de classe média baixa, que ficou sabendo que não vai poder se aposentar e que será terceirizado, perderá o convênio médico bancado pela empresa e passará a emitir nota fiscal para o patrão no lugar de receber holerith, ainda tem raiva do Lula?

Viu no que dá cair do conto do pato amarelo e ir fazer acampamento em frente da FIESP achando que poderia chamar patrão de companheiro de lutas? Você perdeu o lugar e teu patrão foi para Portugal.

Lembra-se de quando você invadia Miami para fazer compras achando que estava no primeiro mundo? Bons tempos. Não tem jeito, coxinha, reconheça, você foi feito de trouxa. Encha seu peito de ar e grite conosco: Fora, Temer – Volta, querida.

Ou, ao seu estilo: “vai tomar no cu”.

Leia mais:

http://jornalggn.com.br/blog/sergio-saraiva/rico-que-gritava-%E2%80%9Cvai-para-cuba%E2%80%9D-foi-para-portugal-por-sergio-saraiva

 

Compartilhe
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkedin
Contact us