A resposta miserável de Moro à denúncia de Lula é uma cozinha (por Paulo Nogueira/via DCM)

Comentário do Vinicius B. Vicenzi:
 
Ainda que seja eticamente questionável o comportamento de Lula e D. Marisa de ter uma cozinha paga com dinheiro de empreiteira, sem contrapartida, como diz o Brito, não chega a ser crime. Aceitaram uma “canetinha” de presente, como vários outros lobbies por aí. Qualquer médico recebe coisa muito pior da indústria farmacêutica, como sabemos. Agora, então, compare uma cozinha de 250 mil com os 90 milhões em imóveis de Sérgio Machado, os milhões depositados nas contas de Paulo Roberto Costa, Cerveró, Duque, etc.
 
Daí a pergunta que não quer calar: como pode Lula ser o “chefe” da quadrilha se os “membros” do terceiro escalão recebem 300 vezes mais do que o “chefe”? Faz algum sentido? Fica cada vez mais claro que Lula, no final de seu governo, com os 80% de aprovação e sem mais ambições eleitorais, “piscou” e achou que podia aceitar o “agrado” de uma cozinha paga pela OAS, guardar seus milhares de presentes do tempo que era presidente, etc.
 
“Piscou” achando que a Casa-Grande já o tinha aceitado depois do imenso sucesso como presidente. “Piscou” e pode pagar caro por isso. Para a Casa Grande desse país Lula será sempre o “analfabeto”, o “retirante”, o “nordestino”. Afinal, “a Casa-Grande pira quando a senzala vira doutor”! E o mesmo vale para a luta das mulheres, gays, etc. A Casa-Grande desse país sempre vai pirar, sempre. Melhor não “piscar”, nunca! Como diz o Criolo, “se o Brasil ‘acordou’, a periferia nunca dormiu”.
Por Paulo Nogueira – 29/7/2016 – via DCM.
“Lula denuncia ao mundo a perseguição que lhe é movida por Moro e no mesmo dia a imprensa é abastecida com mais um vazamento requentado sobre um tema batidíssimo: o sítio de Atabaia.”
Leia mais:
 

 

Compartilhe
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkedin
Contact us

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *