Por que a violência contra mulheres indígenas é tão difícil de ser combatida no Brasil (por Ana Beatriz Rosa/via HuffPost Brasil)

mulheres indígenas mt

Por Ana Beatriz Rosa – 25/11/2016 – via HuffPost Brasil.
Foto: Junior Silgueiro/GCOM-MT.

“As mulheres são as principais vítimas das violências praticadas contra as comunidades indígenas no mundo, de acordo com relatório da ONU.

Os dados da organização mostram que mais de 1 em cada 3 mulheres indígenas são estupradas ao longo da vida – e a violência faz parte de uma estratégia para desmoralizar a comunidade ou como “limpeza étnica”.

No Brasil não é diferente.”

Leia mais:

http://www.brasilpost.com.br/2016/11/25/lei-maria-da-penha-mulher_n_13135104.html?utm_hp_ref=mulheres

Avião da Chape cai, e autoridades informam: 76 mortos e 5 sobreviventes

Que tragédia! E o que é a vida! Justamente quando tantos jogadores e torcedores estavam felizes pela façanha de um time catarinense chegar, pela primeira vez, a uma final de campeonato internacional, eis que a “indesejada das gentes”, como disse Manoel Bandeira comparece para mudar tudo. Da alegria para o sofrimento.

Impossível não lembrar da frase do poema de Horácio: Carpe diem! (Aproveita o momento!). Ou como cantou Cazuza (letra de Bernardo Vilhena e Lobão): Vida louca vida, vida breve / Já que eu não posso te levar / Quero que você me leve.

Todos sabemos, mas acontecimentos assim reforçam a certeza do quão tênue é o sopro de vida que nos mantém nesse mundo. E servem para que nos perguntemos, todos os dias: O que realmente importa em cada dia de nossas vidas breves?

Leia mais:

http://globoesporte.globo.com/sc/futebol/times/chapecoense/noticia/2016/11/imprensa-colombiana-diz-que-aviao-que-transporta-chape-esta-desaparecido.html

O brasileiro que descobriu como o Universo pode acabar (por Leonardo Pujol/via BBC Brasil)

Por Leonardo Pujol – 24/11/2016 – via BBC Brasil. Foto: Arquivo pessoal.

“Muitos físicos e matemáticos tentam entender como o universo foi criado, mas alguns – como o brasileiro Marcelo Disconzi – buscam respostas para outra pergunta: como ele irá acabar?”

Leia mais:

http://www.expressao.com.br/noticias/materias/24-11-16-O-brasileiro-que-descobriu-como.php

Ignacio Ramonet: O Fidel que conheci (via blog da Boitempo)

fidel-ramonet3

Por Ignacio Ramonet – 28/11/2016 – via Blog da Boitempo.

O jornalista espanhol Ignacio Ramonet, diretor do Le Monde Diplomatique em espanhol e autor, junto com o próprio Fidel, do imbatível “Fidel Castro: biografia a duas vozes, divulgou sábado (26/11/16) um testemunho sobre o líder e ex-presidente cubano. O livro é amplamente considerado o testamento político de Fidel Castro. 

Leia mais:

https://blogdaboitempo.com.br/2016/11/28/cem-horas-com-fidel-2

 

Para secretário-geral da Unasul, juízes que fazem política ameaçam a democracia (por Jornal GGN e BBC Brasil)

reprodução

Por Jornal GGN e BBC Brasil – 25/11/2016.

“Ex-presidente da Colômbia critica a judicialização da política e afirma que juízes que estão fazendo ‘política sem responsabilidade’ ameaçam a democracia.”

Leia mais:

http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/Para-secretario-geral-da-Unasul-juizes-que-fazem-politica-ameacam-a-democracia/4/37322

Caso Temer-Geddel é apenas um folhetim em uma história que perdeu o fio da meada (por Lucas Figueiredo/via The Intercept)

Presidente Michel Temer durante sua posse no Senado Federal.(Brasília - DF, 31/08/2016)Foto: Beto Barata/PR

Brasília, 31 de agosto de 2016 — Presidente Michel Temer durante sua posse no Senado Federal. Foto: Beto Barata/PR.

Por Lucas Figueiredo – 25/11/2016 – via The Intercept.

“Perdeu o fio da meada do que acontece no Brasil? Achava que o país teria menos corrupção com a queda da presidente Dilma Rousseff? Não entendeu por que a crise econômica continua mesmo após o PT ter sido varrido do governo? Então vamos lá. Respire fundo e venha comigo. Vamos recapitular.”

Leia mais:

https://theintercept.com/2016/11/25/caso-temer-geddel-e-apenas-um-folhetim-em-uma-historia-que-perdeu-o-fio-da-meada

Xadrez dos interesses ocultos nas operações das Forças Tarefas (por Luis Nassif/via GGN)

Por Luis Nassif – 22/11/2016 – via GGN.

“O fato é que o Estado de Exceção defendido por Luís Roberto Barroso, o iluminista de Monsaraz, abre espaço para todo tipo de jogada. Cria-se a figura do inimigo e, por baixo da guerra santa, há guerras comerciais, disputas partidárias, interesses corporativos e até confronto entre organizações criminosas. Tudo escondido debaixo do manto da luta contra a corrupção.”

Leia mais:

http://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-dos-interesses-ocultos-nas-operacoes-das-forcas-tarefas