Viver não é tudo

Do amigo e poeta Alcides Buss, para começar bem o ano.
 
VIVER NÃO É TUDO
 
Você me diz:
feliz ano novo.
Eu lhe digo:
não deixe morrer
o ano que terminou.
 
Não deixe perder-se
no vazio inexorável
a fonte do amor.
 
Não deixe que se vá
o sentido de existir:
cumprir à risca
o que exige a vida.
 
Você me diz:
tampouco, você, não descuide
dos azares da sorte.
Viver é romper fronteiras
entre a morte e a vida;
entre o que é
e o que não é.
 
Eu lhe digo:
sejamos pois o que somos
– há um pouco de cada um em todos.
 
Arremessemos ao futuro
esse poder de sonhar,
de sorrir, de chorar, de gritar
e este poder imenso
de cantar.
 
Acolha-nos o tempo
como quem, à maneira da Terra,
faz germinar
o que seremos.
Compartilhe
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkedin
Contact us

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *