10 coisas que você precisa saber antes de começar uma horta (por Djalma Nery/via blog Plantar o Futuro)

item 7 mandala

Por Djalma Nery – 15/2/2017 – via blog Plantando o Futuro.

Ao longo desses quase 10 anos trabalhando com agricultura urbana, conheci pessoas que traziam as mais variadas motivações para se cultivar uma horta: saúde, ecologia, organização comunitária, razões políticas, econômicas, ambientais, e um grande etcétera.

E realmente: horta é tudo isso e um pouco mais. Desconheço outras práticas que sejam tão agregadoras, plurais e transversais como a agricultura, principalmente a urbana, orgânica e em grupo.

Felizmente, cada vez mais pessoas tem nos procurado pedindo orientações de como começar uma horta nas mais distintas condições. Por conta disso, resolvi fazer esse pequeno texto com orientações básicas e iniciais para quem se interessar pelo assunto. Obviamente não se trata de um manual, mas de questões a serem consideradas e indicações de aprofundamento.

Leia mais:

http://outraspalavras.net/djalmanery/2017/02/15/10-coisas-que-voce-precisa-saber-antes-de-comecar-uma-horta

A mídia é uma fábrica de tolices a serviço do capital (por Jessé de Souza)

Circula nas redes sociais – fevereiro 2017.

Sociólogo Jessé de Souza, ex-presidente do IPEA, sobre a mídia e a classe média brasileira:

“As pessoas não nascem tolas, elas são feitas de tolas. E para mim a fábrica da tolice no Brasil é uma mídia que se apresenta como neutra e “serviço público” para, sorrateiramente, destilar seu veneno todo dia. Ela ganha dinheiro e poder com isso e representa os interesses de uma elite predatória.
Para você apoiar a destruição do Estado via captura do orçamento para o rentismo e a privatização, agora muito mais cara, dos serviços que o Estado presta, você tem que ser uma entre duas coisas: rico ou otário. É essa a questão que as pessoas que têm que responder sem medo e com sinceridade.”

“Não há como ficar calado”: a íntegra do discurso de Raduan Nassar no Prêmio Camões (via Luis Nassif/GGN)

Por Raduan Nassar – 17/2/2017 – via Luis Nassif/GGN.

Vivemos tempos sombrios, muito sombrios: invasão na sede do Partido dos Trabalhadores em São Paulo; invasão na Escola Nacional Florestan Fernandes; invasão nas escolas de ensino médio em muitos estados; a prisão de Guilherme Boulos, membro da Coordenação do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto; violência contra a oposição democrática ao manifestar-se na rua. Episódios todos perpetrados por Alexandre de Moraes.

Leia mais:

http://jornalggn.com.br/noticia/nao-ha-como-ficar-calado-a-integra-do-discurso-de-raduan-nassar-no-premio-camoes

Trump decreta sigilo total para atividades de petrolíferas americanas fora dos EUA (por Fábio de Oliveira, no GGN/via Miguel do Rosário/via O Cafezinho)

Por Fábio de Oliveira, no GGN, via Miguel do Rosário – 15/2/2017 – via O Cafezinho.

Uma das coisas mais estúpidas que ocorreu nos últimos anos foi o acordo entre MPF/Sérgio Moro e os EUA. Através deste acordo – cuja validade é questionável, pois não seguiu as vias administrativas normais do Itamaraty e do Ministério da Justiça – as autoridades brasileiras se comprometeram a fornecer informações sensíveis e até sigilosas da Petrobras às autoridades norte-americanas. Nenhuma contra partida foi exigida.

As informações fornecidas por brasileiros estão causou danos patrimoniais imensos à Petrobras. A companhia sofre ações bilionárias que não teriam sido ajuizadas sem a ajuda do MPF e de Sérgio Moro. Os promotores e o juiz da Lava Jato irão indenizar os prejuízos que causaram à companhia?

Leia mais:

http://www.ocafezinho.com/2017/02/15/trump-decreta-sigilo-total-para-atividades-de-petroliferas-americanas-fora-dos-eua

Cai o rei, cai o rei…

Elis Regina, inesquecível. De  Ivan Lins e Vitor Martins (Cartomante).

Elis Regina – Cartomante (Ivan Lins / Vitor Martins)

Elis Regina – Cartomante (Ivan Lins / Vitor Martins)

Publicado por Templo Cultural Delfos em Sexta, 20 de janeiro de 2017