Algo mais forte terá que nascer

Por Celso Vicenzi – 3/8/2017.

No diálogo com um amigo, sobre o momento atual:
 
Acho que 2018 já morreu, antes de nascer. Seja porque pode não haver eleições, com mais um golpe dentro do golpe (parlamentarismo), seja porque nas condições atuais do golpe (“com o Supremo, com tudo”, como disse Jucá), não haverá governo capaz de reverter o que foi destruído. Desse jogo de conchavos de partidos e instituições não sairemos sem um levante popular.
Compartilhe
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkedin
Contact us

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *