10 coisas que você precisa saber antes de começar uma horta (por Djalma Nery/via blog Plantar o Futuro)

item 7 mandala

Por Djalma Nery – 15/2/2017 – via blog Plantando o Futuro.

Ao longo desses quase 10 anos trabalhando com agricultura urbana, conheci pessoas que traziam as mais variadas motivações para se cultivar uma horta: saúde, ecologia, organização comunitária, razões políticas, econômicas, ambientais, e um grande etcétera.

E realmente: horta é tudo isso e um pouco mais. Desconheço outras práticas que sejam tão agregadoras, plurais e transversais como a agricultura, principalmente a urbana, orgânica e em grupo.

Felizmente, cada vez mais pessoas tem nos procurado pedindo orientações de como começar uma horta nas mais distintas condições. Por conta disso, resolvi fazer esse pequeno texto com orientações básicas e iniciais para quem se interessar pelo assunto. Obviamente não se trata de um manual, mas de questões a serem consideradas e indicações de aprofundamento.

Leia mais:

http://outraspalavras.net/djalmanery/2017/02/15/10-coisas-que-voce-precisa-saber-antes-de-comecar-uma-horta

Os cotistas desagradecidos (por Tau Golin/via Sul21)

Por Tau Golin/via Sul21 – 7/6/2014.

Nos ambientes sociais, invariavelmente, escuto descendentes de imigrantes condenarem a política de cotas. São ignorantes ou hipócritas. A parte rica do Rio Grande do Sul e outras regiões do Brasil é o presente de cotistas do passado. As políticas de colonização do país foram as aplicações concretas de políticas de cotas. Aos servos, camponeses, mercenários, bandidos, ladrões, prostitutas da Europa foi acenado com a utopia cotista. Ofereceram-lhes em primeiro lugar um lugar para ser seu, um espaço para produzir, representado pelo lote de terra; uma colônia para que pudesse semear o seu sonho.

Leia mais:

http://www.geledes.org.br/os-cotistas-desagradecidos/#gs.null

Está no ar a Biblioteca Virtual do MST sobre a questão agrária brasileira (via NPC)

mst_pesquisa

Por Núcleo Piratininga de Comunicação – 4/10/2016.

A Biblioteca virtual do MST está no ar. Com mais de 1600 arquivos já disponíveis, o objetivo do projeto é reunir, organizar e disponibilizar num único site o acúmulo teórico do Movimento sobre a questão agrária a todos interessados. Temas como a luta pela terra, Reforma Agrária, Agroecologia e Soberania Alimentar fazem parte do acervo. A Biblioteca foi lançada oficialmente durante o encontro nacional de pesquisadores da Reforma Agrária, realizado na Escola Nacional Florestan Fernandes, entre os dias 8 a 10 de maio. Para acessar a Biblioteca, é só entrar em:

http://www.reformaagrariaemdados.org.br/biblioteca

Brasil, paraíso dos agrotóxicos (por Rui Daher/via Carta Capital)

Agrotóxicos

Ato no Dia Internacional de Luta contra os Agrotóxicos, no Rio de Janeiro, em 2014.

Por Rui Daher – 16/8/2016 – via Carta Capital.

“Continua-se, pois, aplicando monstruosidades de agrotóxicos nas lavouras brasileiras, o que perdurará enquanto predominarem o brutal poder de divulgação da indústria e os temores e comodismo de nossos agricultores.”

Leia mais:

http://www.cartacapital.com.br/economia/brasil-paraiso-dos-agrotoxicos