Direitos Humanos e a presunção de inocência

A diferença entre civilização e barbárie.

A diferença entre civilização e barbárie.Via Adauri Antunes.

Publicado por Celso Vicenzi em Quinta, 8 de junho de 2017

Em 10 anos houve aumento de 22% na morte de mulheres negras, diz estudo

Por Secretaria Especial de Políticas para Mulheres – 6/6/2017

O Atlas da Violência 2017, apresentado nessa segunda-feira (5) pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (IPEA) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), revela uma triste realidade: o aumento de 22% da morte de mulheres negras, no período de 2005 a 2015. Nessa população, o índice de mortes chega a 5,2 mortes para cada 100 mil mulheres negras. Quando o estudo compara as mulheres não negras, no mesmo período, houve redução de 7,4%, com uma taxa de 3,1% mortes para cada 100 mil mulheres não negras.

Leia mais:

http://www.spm.gov.br/noticias/em-10-anos-houve-aumento-de-22-na-morte-de-mulheres-negras-diz-estudo

O que você faria se visse uma criança de seis anos sozinha em um espaço público? O Unicef testou

O que você faria se visse uma criança de seis anos sozinha em um espaço público?

Unicef simulou uma situação que acontece todos os dias diante de nós. Em qualquer lugar do mundo. E que merece a nossa mais sincera reflexão.

Unicef simulou uma situação que acontece todos os dias diante de nós. Em qualquer lugar do mundo. Via Ivani Borges.

Publicado por Celso Vicenzi em Segunda, 5 de junho de 2017

Estupro é caracterizado como tortura em condenação do Brasil pela Corte da OEA (por Portal Catarinas)

Por Portal Catarinas –

“Está boa para ser comida”, disse o policial militar após apalpar o corpo de C.S.S, de 15 anos, e fazê-la tirar a blusa. Depois de olhar os seios da jovem, outro policial a forçou a fazer sexo anal com ele. Enquanto isso, um terceiro policial obrigava L.R.J, 19 anos, a praticar sexo oral, segurando-a pelo cabelo. A violência começou com a invasão da casa, onde as jovens estavam, por dez policiais que chegaram atirando à procura de um traficante. Durante a abordagem, eles ainda desferiram socos e chutes e bateram com um pedaço de madeira em partes dos corpos das vítimas. O caso aconteceu em 12 de novembro de 1994 e só agora será investigado graças a uma decisão da Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH). Pela primeira vez em uma ação contra o Estado brasileiro, a CIDH caracterizou o crime de estupro como uma forma de tortura. Trata-se também da primeira condenação do Brasil pela corte de casos envolvendo violência policial.

Leia mais:

http://catarinas.info/estupro-e-caracterizado-como-tortura-em-condenacao-do-brasil-pela-corte-da-oea

 

Quase 75 mil refugiados e migrantes correm risco de transtorno mental na Europa; 24 mil são crianças

Menina síria de oito anos, refugiada com sua família no abrigo da sociedade civil – o Pikpa –, um campo aberto de refugiados administrado por voluntários perto de Mitilene, na ilha grega de Lesvos, na Grécia. Foto: UNICEF/Gilbertson

Menina síria de oito anos, refugiada com sua família no abrigo da sociedade civil – o Pikpa –, um campo aberto de refugiados administrado por voluntários perto de Mitilene, na ilha grega de Lesvos, na Grécia. Foto: Unicef/Gilbertson.

Por ONU Brasil – 10/5/2017.

Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) alertou que 75 mil refugiados e migrantes, incluindo 24,6 mil crianças, estão em risco de transtornos mentais na Grécia, na Bulgária, na Hungria e nos Bálcãs ocidentais. Segundo agência da ONU, os migrantes vivem em um estado prolongado de “limbo”.

Leia mais:

https://nacoesunidas.org/quase-75-mil-refugiados-e-migrantes-correm-risco-de-transtorno-mental-na-europa-24-mil-sao-criancas

Tecnologia pode criar elite de super-humanos e massa de ‘inúteis’, diz autor de best-seller (por BBC Brasil)

Yuval Noah Harari

O israelense Yuval Harari investiga a relação entre história e biologia, as diferenças essenciais entre o ser humano e outros animais e o rumo da história humana.

Por BBC Brasil – 6/5/2017.

Os avanços em tecnologia, genética e inteligência artificial podem transformar a desigualdade econômica em desigualdade biológica? O autor e historiador Yuval Noah Harari se fez essa pergunta.

Leia mais:

http://www.bbc.com/portuguese/geral-39752430?ocid=socialflow_facebook