Tia Ciata é a mãe negra do samba, que cedeu sua casa e sua vida para o estilo nascer no Brasil (por Thais Matos/via Huff Post Brasil)

Divulgação/Acervo da Organização Cultural Remanescentes de Tia Ciata.

Tia Ciata é considerada matriarca do samba brasileiro e referência do candomblé no início do século 20.

Por Thais Matos – 20/11/2017 – /via Huff Post Brasil.

Nascida Hilária Batista de Almeida, Ciata saiu da Bahia durante a diáspora para se tornar a dama do samba e do candomblé do Rio de Janeiro.

Leia mais:

http://www.huffpostbrasil.com/2017/11/16/samba-e-coisa-de-preta-a-historia-de-tia-ciata-a-matriarca-do-samba-brasileiro_a_23279720/?utm_hp_ref=br-mulheres

 

A reação à nova música de Chico Buarque e o moralismo desta geração (por Nathalí Macedo/via DCM)

Por Nathalí Macedo – 11/8/2017 – via DCM.

A nova música de Chico Buarque é sobre um casal de amantes adúlteros. Nada de novo sob o sol: ele adora falar de adultério em suas canções tanto quanto sobre política.

Leia mais:

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/reacao-nova-musica-de-chico-buarque-e-o-moralismo-desta-geracao-por-nathali-macedo

O ser de esquerda? Ora, tão simples (por Rui Daher/via Luis Nassif/GGN)

Por Rui Daher – 8/6/2017 – via Luis Nassif/GGN.
(http://jornalggn.com.br/blog/rui-daher/o-ser-de-esquerda-ora-tao-simples-por-rui-daher).

Este samba vai para Elton Medeiros e Mauro Duarte, seus compositores, e a companheira em 45 anos, Cléo, que aniversaria hoje.

O pau quebrava. Lançado em 1968, no álbum “Samba na Madrugada, de Elton e Paulinho da Viola, a letra de “A Maioria sem Nenhum” segue assim:

Cai o rei, cai o rei…

Elis Regina, inesquecível. De  Ivan Lins e Vitor Martins (Cartomante).

Elis Regina – Cartomante (Ivan Lins / Vitor Martins)

Elis Regina – Cartomante (Ivan Lins / Vitor Martins)

Publicado por Templo Cultural Delfos em Sexta, 20 de janeiro de 2017

Videoclipe de Clarice Falcão: Eu escolhi você

Pra quem não tem pudor (ou falsos pudores!). Letra e videoclipe muito engraçados. Pra pôr o ego em seu devido lugar, pois nem sempre somos “escolhidos” rsrs… pode ser falta de opção… hehehe.
 
Quem não quiser ver pênis e vaginas (vamos chamar por esses nomes, para não ofender os mais pudicos), não abra o videoclipe (link).
OBS: Como seria de se esperar, imagens de nudez, por mais inocentes que sejam, ainda causam impacto nas redes sociais. Resultado: o link foi retirado. Quem viu, viu, quem não viu vai ter que procurar em outras fontes, por aí.