O som do silêncio: uma nota sobre a abertura dos Jogos Olímpicos de 2016 (por Lilian Schwarcz/via Nexo)

Por Lilia Schwarcz – 15/8/2016 – via Nexo.

“Por que é que o Brasil, em eventos internacionais desse tipo, sempre mostra apenas seu lado mais exótico, e, sobretudo, repisa a imagem de povo pacífico que resolve tudo na base da ‘cordialidade’?”

Leia mais:

https://www.nexojornal.com.br/colunistas/2016/O-som-do-sil%C3%AAncio-uma-nota-sobre-a-abertura-dos-Jogos-Ol%C3%ADmpicos-de-2016

Jogos: Rápidas e desorganizadas observações (por Luiz Antonio Simas/via Luis Nassif/GGN)

Por Luiz Antonio Simas – 7/8/2016 – via Luis Nassif/GGN.

“Zabumbar no fio da navalha é a nossa saída mais potente. Meus avós tiveram a sabedoria de me ensinar o seguinte: a gente não faz festa porque a vida é fácil. A gente faz festa exatamente pela razão contrária. A cultura do samba veio desse aparente paradoxo. Não se samba porque a vida é mole. Se samba porque a vida é dura. O sentido das celebrações, ao menos para mim, é esse.”

Leia mais:

http://jornalggn.com.br/fora-pauta/jogos-rapidas-e-desorganizadas-observacoes

Melo manda EBC readmitir Adelzon. Vai fazer menos frio na madrugada do Rio (por Fernando Brito/via Tijolaço)

adel2

Por Fernando Brito – 22/7/2016 – via Tijolaço.

“É bom lidar com gente sensível, capaz de, vendo o erro, não ter problemas em corrigi-lo.

Acabo de saber que o presidente da EBC, o jornalista Ricardo Melo, determinou que seja revista a decisão de dispensar do radialista Adelzon Alves e que isso será comunicado, daqui a pouco, em nota da empresa.”

Leia mais:

http://www.tijolaco.com.br/blog/melo-manda-ebc-readmitir-adelzon-vai-fazer-menos-frio-na-madrugada

O Rio vai perder o amigo da madrugada, dos porteiros, taxistas, catadores? (por Marceu Vieira/via Fernando Brito/Tijolaço)

adelzon

Por Fernando Brito – 22/7/2016 – via Tijolaço.

“Recebi, e republico com dor e prazer, a carta-crônica da Marceu Vieira sobre a demissão – é demissão, mesmo, porque o contrato era de emprego – do radialista Adelzon Alves da EBC- em que ele, na falta de santos a quem apelar, apela às almas dos nada santos defuntos donos da mídia brasileira.”

Leia mais:

http://www.tijolaco.com.br/blog/o-rio-vai-perder-o-amigo-da-madrugada-dos-porteiros-taxistas-catadores

Graeber: assim multiplicam-se trabalhos estúpidos (por David Graeber, no Vertigens/via Outras Palavras)

lavoro

Por David Graeber, no Vertigens – Tradução Ivan LP – 4/7/2016.

“Que dizer de uma sociedade que demanda cada vez menos músicos e poetas, enquanto multiplica legiões de advogados corporativos, contadores e operadores de telemarketing? Por que o capitalismo dominado pelas finanças produz este monstrengo?”

Leia mais:

http://outras-palavras.net/outrasmidias/?p=329867