Drogas causam transtornos a 0,6% da população adulta global, diz agência da ONU

"Darkweb" tem sido usada para a venda de drogas para fins recreativos, tais como cannabis, ecstasy (foto), cocaína, alucinógenos e novas substâncias psicoativas (NPS). Foto: EBC

“Darkweb” tem sido usada para a venda de drogas para fins recreativos, tais como cannabis, ecstasy (foto), cocaína, alucinógenos e novas substâncias psicoativas (NPS). Foto: EBC.

Por revistaamazonia.com.br e ONU Brasil – 22/6/2017.

Cerca de 250 milhões de pessoas usavam drogas em 2015 no mundo. Desse total, cerca de 29,5 milhões — ou 0,6% da população adulta global — usavam drogas de forma problemática e apresentam transtornos relacionados ao consumo, incluindo a dependência.

Os opióides (ópio, morfina, heroína e derivados sintéticos) apresentam os maiores riscos de danos à saúde, representando 70% do impacto negativo associado ao consumo de drogas no mundo, segundo o Relatório Mundial sobre Drogas, lançado nesta quinta-feira (22) pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC).

Leia mais:

 

26 vídeos, filmes e documentários para você repensar a sua relação com comida (por Ana Beatriz Rosa/via HuffPost Brasil)

Rawpixel Via Getty Images. Você sabe o que está comendo?

Por Ana Beatriz Rosa – 9/5/2017 – via HuffPost Brasil.

Existem vilões? E os ‘super foods’? Comida é remédio? Açúcar é droga? Preciso de dieta? Como alcançar o equílibrio?

Leia mais:

http://www.huffpostbrasil.com/2017/05/09/26-videos-filmes-e-documentarios-para-voce-repensar-a-sua-relac_a_22076172/?ncid=fcbklnkbrhpmg00000004

Para uma Sociologia das Ausências (por Boaventura de Sousa Santos/via Outras Palavras)

170613-Guayasamin2

Imagem: Oswaldo Guayasamin, Ramblas.

Por Boaventura de Sousa Santos – 13/6/2017 – via Outras Palavras.

Por que, há cem anos, os círculos intelectuais e artísticos mais férteis da Europa eram cegos para o resto do mundo e a guerra em que mergulhariam. Como tudo isso se repete hoje.

Leia mais:

http://outraspalavras.net/capa/boaventura-muito-alem-do-universalismo-europeu

Agente da CIA? Treinado pelo FBI? Um raio-x da relação Moro-EUA (por Daniel Giovanaz/via Brasil de Fato/publicado por Luis Nassif/GGN)

Por Daniel Giovanaz – 9/6/2017 – Brasil de Fato – citado por Luis Nassif/GGN.

Em julho de 2016, a filósofa Marilena Chauí afirmou que o juiz de primeira instância Sérgio Moro havia sido “treinado pelo FBI” para atender aos interesses estadunidenses na condução da operação Lava Jato. O vídeo, publicado pelo Nocaute TV, teve mais de 160 mil visualizações e estimulou debates sobre o tema entre juristas, historiadores, cientistas políticos e sociólogos brasileiros.

Leia mais:

http://jornalggn.com.br/noticia/agente-da-cia-treinado-pelo-fbi-um-raio-x-da-relacao-moro-eua-por-daniel-giovanaz

Direitos Humanos e a presunção de inocência

A diferença entre civilização e barbárie.

A diferença entre civilização e barbárie.Via Adauri Antunes.

Publicado por Celso Vicenzi em Quinta, 8 de junho de 2017

FAO lança concurso de relatos e fotografias sobre mulheres rurais na América Latina e no Caribe

FAO lança concurso de relatos e fotografias sobre mulheres rurais na América Latina e no Caribe. Foto: EBC

FAO lança concurso de relatos e fotografias sobre mulheres rurais na América Latina e no Caribe. Foto: EBC.

Por ONU Brasil – 5/6/2017.

Estão abertas inscrições para concurso de relatos e fotografias sobre experiências de vida de mulheres rurais e suas organizações na América Latina e no Caribe, promovido pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO); prazo é 31 de julho.

Os dois primeiros lugares ganharão passagens e estadia para acompanhar a 2ª Conferência de Mulheres Rurais da América Latina e do Caribe que será realizada em setembro no Paraguai.

Leia mais:

https://nacoesunidas.org/fao-lanca-concurso-de-relatos-e-fotografias-sobre-mulheres-rurais-na-america-latina-e-no-caribe

O que você faria se visse uma criança de seis anos sozinha em um espaço público? O Unicef testou

O que você faria se visse uma criança de seis anos sozinha em um espaço público?

Unicef simulou uma situação que acontece todos os dias diante de nós. Em qualquer lugar do mundo. E que merece a nossa mais sincera reflexão.

Unicef simulou uma situação que acontece todos os dias diante de nós. Em qualquer lugar do mundo. Via Ivani Borges.

Publicado por Celso Vicenzi em Segunda, 5 de junho de 2017