Megaliquidação de livros na FAF

MEGALIQUIDAÇÃO DE LIVROS

Estarei neste sábado, dia 8, na FAF, no Centro de Florianópolis (Praça XV), com uma megaliquidação de livros (mudei para um apartamento e não tenho mais espaço). Qualquer livro por apenas R$ 5,00 (cinco reais!). Todos novos ou em bom estado.

IMPORTANTE: Só se não chover, porque estarei na calçada. Mas as outras atrações da FAF estão garantidas, mesmo com chuva.

Livros como:
– O erotismo, Georges Bataille.
– O nada e mais alguma coisa, Woody Allen.
– Ecologizar – pensando o ambiente humano, Maurício Andrés Ribeiro.
– A escola das facas, João Cabral de Melo Neto.
– Sobre ética e imprensa, Eugênio Bucci.
– Movimento sindical: passado, presente, futuro – Antônio Augusto de Queiroz.
– A linguagem das roupas, Alison Lurie.
– Gostar de arte – verbetes sobre arte e cultura, Graziella Rollemberg.
– Mulheres audaciosas da Antiguidade, Vicki León.
– Infância – a idade sagrada, Evânia Reichert.
– Chorinho brejeiro, Dalton Trevisan.
– Televisão e psicanálise, Muniz Sodré.
– Catarinenses, gênese e história – João Carlos Mosimann.
– A construção do olhar estético-crítico do educador, Neide Pelaez de Campos.
– Chabadabadá, Xico Sá.
– Pequeno dicionário das utopias da educação, João Pacheco.
– Bailanta do Taurino, cartuns de Santiago.
– O tamanho da coisa, cartuns do Laerte.
Vários livros de Literatura Comentada dos principais escritores brasileiros, como Clarice Lispector, Augusto dos Anjos, Graciliano Ramos, Cruz e Sousa, Ferreira Gullar, Machado de Assis, Oswald de Andrade, Jorge Amado, Monteiro Lobato, Manuel Bandeira, Sérgio Porto e Manuel Bandeira.
E muito, muito mais. Apareça lá!

Razões científicas para ler mais do que lemos (por Ignacio Morgado Bernal/via El País)

Uma mulher apanha um livro de uma prateleira.

Uma mulher apanha um livro de uma prateleira. Foto: Paco Puentes/El País.

Por Ignacio Morgado Bernal – 17/1/2017 – via El País.

A leitura, além de melhorar a empatia e o entendimento dos demais, é um dos melhores exercícios possíveis para manter em forma o cérebro e as capacidades mentais.

Leia mais:

http://brasil.elpais.com/brasil/2017/01/11/cultura/1484155657_662258.html?id_externo_rsoc=FB_BR_CM&%3Fid_externo_rsoc=FBADS_BR

Fundação Perseu Abramo disponibiliza para download gratuito livros sobre América Latina

Via Ópera Mundi – 15/9/2016.

“Coleção analisa processo político dos países latino-americanos; quatro títulos já foram lançados, e outros três devem sair até o fim do ano.”

Leia mais:

http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/45251/fundacao+perseu+abramo+disponibiliza+para+download+gratuito+livros+sobre+america+latina.shtml?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

O caráter da repressão (por Antônio Cândido/via Outras Palavras)

160908-repressao

Por Antônio Cândido ( (texto publicado em “Opinião”, em janeiro de 1972) – 8/9/2016 – via Outras Palavras.

Há quase cinquenta anos, grande crítico apoiava-se em Kafka, Dostoievski e no cinema para dizer: instituição policial “já não tem necessidade de motivos, mas apenas de estímulos”…

Leia mais:

http://outraspalavras.net/brasil/o-carater-da-repressao-segundo-antonio-candido

 

A gamificação e o futuro da leitura (por Lucio Carvalho/via Observatório da Imprensa)

Por Lucio Carvalho – 8/8/2016 – via Observatório da Imprensa.

“Daqui a uns anos mais, não me arrisco a dizer quantos, mas decisivamente não muitos, somente uns poucos curiosos ou uma ínfima elite cultural irá conseguir distinguir um mínimo da literatura do inesgotável repositório digital que é recriado diariamente na internet. Talvez fragmentos esparsos ou adaptações resumidas garantam uma fração para lá de imprecisa da permanência futura do cânone literário universal, nacional e regional, mas trata-se apenas de uma expectativa. Talvezmemes engenhosos salvem ainda um pouco menos que fragmentos. E frases completas e não deturpadas igualmente poderiam ser salvas da deslembrança completa da mesma maneira. Mas também é possível que, infelizmente, talvez nada mais consiga operar essa façanha e esse destino esteja desde já inapelavelmente selado.”

Leia mais:

http://observatoriodaimprensa.com.br/tendencias/gamificacao-e-o-futuro-da-leitura