O caráter da repressão (por Antônio Cândido/via Outras Palavras)

160908-repressao

Por Antônio Cândido ( (texto publicado em “Opinião”, em janeiro de 1972) – 8/9/2016 – via Outras Palavras.

Há quase cinquenta anos, grande crítico apoiava-se em Kafka, Dostoievski e no cinema para dizer: instituição policial “já não tem necessidade de motivos, mas apenas de estímulos”…

Leia mais:

http://outraspalavras.net/brasil/o-carater-da-repressao-segundo-antonio-candido

 

A gamificação e o futuro da leitura (por Lucio Carvalho/via Observatório da Imprensa)

Por Lucio Carvalho – 8/8/2016 – via Observatório da Imprensa.

“Daqui a uns anos mais, não me arrisco a dizer quantos, mas decisivamente não muitos, somente uns poucos curiosos ou uma ínfima elite cultural irá conseguir distinguir um mínimo da literatura do inesgotável repositório digital que é recriado diariamente na internet. Talvez fragmentos esparsos ou adaptações resumidas garantam uma fração para lá de imprecisa da permanência futura do cânone literário universal, nacional e regional, mas trata-se apenas de uma expectativa. Talvezmemes engenhosos salvem ainda um pouco menos que fragmentos. E frases completas e não deturpadas igualmente poderiam ser salvas da deslembrança completa da mesma maneira. Mas também é possível que, infelizmente, talvez nada mais consiga operar essa façanha e esse destino esteja desde já inapelavelmente selado.”

Leia mais:

http://observatoriodaimprensa.com.br/tendencias/gamificacao-e-o-futuro-da-leitura

Escritor brasileiro Raduan Nassar vence prêmio Camões 2016 (por Opera Mundi)

O escritor Raduan Nassar foi celebrado pela ‘extraordinária qualidade’ de sua linguagem e pela ‘força poética da sua prosa’.

Por Opera Mundi – 30/5/2016.

Júri foi unânime em conceder distinção, considerada a mais importante para autores de língua portuguesa, a Raduan Nassar, destacando a ‘força poética de sua prosa’.

Leia mais:

http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/44309/Escritor+brasileiro+raduan+nassar+vence+premio+camoes+2016.shtml?utm_source=akna&utm_medium=email&utm_campaign=Boletim_OM_3005

Mais de 300 livros digitais gratuitos são oferecidos pela Unesp

Por Agência Fapesp – 11/5/2016.

O Programa de Publicações Digitais da Unesp é o maior projeto de difusão de publicações de uma universidade brasileira e único no sentido de conceber a publicação original de obras em formato digital. Com os novos títulos, a coleção totaliza 322 títulos. Já foram realizados mais de 21 milhões de downloads.

Leia mais:

http://agencia.fapesp.br/mais_de_300_livros_digitais_gratuitos_sao_oferecidos_pela_unesp/23181

Este livro infantil vai fazer você repensar o sentido do Dia das Mães (via Boitempo)

dia das mães boitata

O que está por trás das flores oferecidas no Dia das Mães? Que tipo de imagem de “mãe” nossas crianças são convidadas a construir e homenagear nessa data? Por outro lado, quais são os valores e os traços paternos que são exaltados no Dia dos Pais? É com esse espírito de estimular o questionamento e o olhar crítico dos pequenos que nasceu o selo infantil da Boitempo, o Boitatá!

Leia mais:

https://blogdaboitempo.com.br/2016/05/07/este-livro-infantil-vai-fazer-voce-repensar-o-sentido-do-dia-das-maes

Livro A onda conservadora: ensaios sobre os atuais tempos sombrios no Brasil (por NPC)

http://celsovicenzi.com.br/wp-admin/post-new.php

Por Núcleo Piratininga de Comunicação – 4/5/2016.

a onda conservadora

Foi lançada, recentemente, a coletânea de artigos A onda conservadora: ensaios sobre os atuais tempos sombrios no Brasil. O livro é composto por 20 corajosos ensaios que indicam os desafios a ser enfrentados pela esquerda brasileira a partir de uma análise criteriosa de muitos problemas e dimensões da realidade brasileira. Dentre os autores estão Guilherme Boulos, Ruy Braga, Demian Melo, Marcelo Badaró Mattos, Alvaro Bianchi e outros nomes de peso.

Um dos textos, assinado por Carla Luciana Silva, é sobre a direita e sua imprensa, refletindo sobre o papel da revista Veja. Como diz a professora Elaine Rossetti Behring, “trata-se de uma crítica radical, no seu sentido mais profundo: ir à raiz das questões postas, na perspectiva de fornecer argumentos para a luta que pretende recompor um projeto de esquerda no Brasil”. Um livro fundamental para os dias de hoje. Está à venda na Livraria Antonio Gramsci. Para comprar, basta clicar aqui. 

Isso é que é vaidade!

ISSO É QUE É VAIDADE!

Entro na livraria Saraiva e encontro, no meio de um corredor, uma pilha de livros de FHC: “Diários da Presidência”, volume 1.
O sujeito tem que ser a vaidade em pessoa para achar que haverá muitos interessados para ler o que fez (e desfez!) de 1995 a 1996 em quase mil páginas!!! Quem vai ler essa baboseira?
Já estava em promoção, de R$ 79 por R$ 59, numa pilha de livros formando um círculo, do chão até a cintura de uma pessoa de estatura média.
E vai ter volume 2, provavelmente 3, 4… sabe-se lá quantos, porque esse, decididamente, bajulado que é pela mídia, não se contém diante do próprio espelho.