ICMBio lança Biblioteca Digital Espeleológica

caverna foto

Por Comunicação ICMBio – 27/4/2017.

O Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Cavernas (Cecav), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), disponibiliza, a partir de 27 de abril, no seu site, a Biblioteca Digital de Informações Espeleológicas.

Com mais de mil títulos, a Biblioteca Digital tem o objetivo de armazenar, preservar, divulgar e dar acesso a documentos relacionados à espeleologia nas áreas de Geoespeleologia, Biologia Subterrânea, Socio-Histórico-Cultural, Geotecnologias, Licenciamento Ambiental, entre outras.

Leia mais:

http://www.icmbio.gov.br/portal/ultimas-noticias/20-geral/8892-icmbio-lanca-biblioteca-digital-espeleologica

Documentário Deserto Verde estreia no Canal Brasil

Hoje à noite, estreia no Canal Brasil o nosso documentário "Deserto Verde", que só foi exibido oficialmente – uma única…

Publicado por Juliana Kroeger em Segunda, 24 de abril de 2017

Foto rara mostra anta nadando embaixo da água

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

Por Luciano Candisani – texto e foto – 5/4/2017.

Raridade!
Depois do meu primeiro encontro com uma anta debaixo d’água, no Recanto Ecológico Rio da Prata, passei a perseguir uma maneira de fotografar essa cena raríssima. Montei uma estratégia com o biólogo Thyago Sabino e passamos incontáveis horas na água fria durante duas semanas até finalmente aparecer a chance para a fotografia abaixo. Tive menos de um minuto quando ela passou correndo na minha frente…
Este mês a imagem faz sua primeira aparição pública. Ela está na abertura da minha matéria “Jardins Submersos”, na National Geographic. Mas eu e Thyago continuamos empenhados na idéia de continuar a documentação da vida das antas mergulhadoras.
Por enquanto, gostaríamos de dedicar esse nosso primeiro resultado à pesquisadora brasileira Patricia Medici, empenhada há anos no estudo conservação das antas e seu ambiente. Patrícia é hoje um dos principais nomes do mundo na ciência da conservação. Um orgulho para o nosso país.
Simone e Eduardo Coelho, muito obrigado pelo apoio!

CO2 pode ser o maior em meio bilhão de anos (por Claudio Angelo/via Observatório do Clima)

Foto: Nick Humphries/Flickr/Creative Commons

Foto: Nick Humphries/Flickr/Creative Commons.

Por Claudio Angelo – 5/4/2017 – via Observatório do Clima.

Novo estudo mostra que a queima de todas as reservas de combustíveis fósseis pode empurrar a Terra para um aquecimento que não é visto desde o surgimento das primeiras florestas.

Leia mais:

http://www.observatoriodoclima.eco.br/co2-pode-ser-o-maior-em-meio-bilhao-de-anos

Qual é a indústria que mais polui o meio ambiente depois do setor do petróleo? (por BBC Brasil)

Mulheres passam em frente a uma vitrine em Paris

Indústria da moda é uma das mais poluentes do mundo.
Foto:  Thinkstock.

Por BBC Brasil – 13/3/2017 – via Editora Expressão.

É fácil citar a indústria do petróleo como principal vilã da poluição. Mas poucos talvez saibam que o segundo lugar nesse ranking pertence à indústria da moda.

Se você veste calças ou malhas de poliéster, por exemplo, fique sabendo que a fibra sintética mais usada na indústria têxtil em todo o mundo não apenas requer, segundo especialistas, 70 milhões de barris de petróleo todos os anos, como demora mais de 200 anos para se decompor.

A viscose, outra fibra artificial, mas feita de celulose, exige a derrubada de 70 milhões de árvores todos os anos.

Leia mais:

http://www.expressao.com.br/noticias/materias/13-03-17-Qual-e-a-industria-que-mais-polui.php

Luciano Candisani conquista Prêmio NatGeo Best Edit

Prêmio NatGeo Best Edit.
A National Geographic premia todo mês a melhor matéria dentre todas as produzida por suas 40 edições espalhadas pelo mundo. No atual número, deu “Jardins Submersos” . A história de 10 páginas foi fotografada e escrita por Luciano Candisani, com design de Roberto Sakai e edição de Ronaldo Ribeiro. Confiram, já está nas bancas.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre, natureza e água

Outra foto da matéria “Jardins Submersos”, para a edição de Abril da National Geographic, nas bancas. No Rio Olho d’água, num momento em que vários dourados atacavam um cardume de piraputangas.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre e água

Fotógrafo brasileiro captura imagem inédita de Sucuri que mata o macho após o acasalamento

Fotógrafo brasileiro Luciano Candisani fazendo história! Biólogo e profundo conhecedor dos animais que fotografa, além de todo talento é dotado de uma impressionante coragem. Tive o privilégio de navegar com ele durante uma etapa da segunda viagem de volta ao mundo da Família Schurmann. E a experiência também foi de grande adrenalina. No trecho entre Puerto Deseado, na Argentina e a entrada do Estreito de Magalhães pegamos umas 12 horas de tempestade com ventos de 70-80 km/h e rajadas que passaram dos 100. O Aysso, com chapa de aço dupla, parecia que iria rachar ao meio cada vez que despencava do alto das ondas. E pra encerrar: o Luciano é um profissional de enorme generosidade, um cara que merece tudo que vem conquistando em sua brilhante carreira. Parabéns!

A imagem pode conter: atividades ao ar livre
Luciano Candisani

Publicada na National Geographic mundial, hoje.
É a primeira fotografia de um raro comportamento das Sucuris: a fêmea pode matar o macho após o acasalamento. Na imagem abaixo, que fiz no fundo do brejo do Formoso, em Bonito, uma enorme fêmea de sete metros estrangula um pequeno macho de três. A história completa saiu hoje na National Geographic, confiram: http://news.nationalgeographic.com/…/anacondas-sex-death-b…/
Na ocasião , estava gravando uma matéria com a Jornalista Cláudia Gaigher, da TV Globo e tivemos apoio dos guias naturalistas Juca Ygarape e Daniel De Granville
http://news.nationalgeographic.com/…/anacondas-sex-death-b…/