Mundo tem recorde de pessoas deslocadas

Membros da minoria muçulmana rohingya fogem de Myanmar em direção a Bangladesh

Membros da minoria muçulmana rohingya fogem de Myanmar em direção a Bangladesh. Foto: M. Mostqfigur Raman/Deutsche Welle.

Por BBC Brasil – 20/6/2018.

Em 2017, 68,5 milhões estavam longe de suas regiões de origem, fugindo de conflitos, crise, violência ou perseguição. Número, que inclui deslocados internos e refugiados, é o maior registrado em sete décadas.

Leia mais:

http://www.dw.com/pt-br/mundo-tem-recorde-de-pessoas-deslocadas/a-44286125?utm_source=Colabora&utm_campaign=c98e3e596e-EMAIL_CAMPAIGN_2018_06_20_05_22&utm_medium=email&utm_term=0_7b4d6ea50c-c98e3e596e-417482585

A comovente gravação que mostra o sofrimento das crianças separadas da família pela Imigração nos EUA

 Gravação mostra sofrimento das crianças separadas da família na fronteira dos EUA.
Gravação mostra sofrimento das crianças separadas da família na fronteira dos EUA

São quase oito minutos de áudio com choro e súplicas de crianças.

Por BBC Brasil – 19/6/2018.

São quase oito minutos de áudio com choro e súplicas de crianças.

O site Propublica divulgou uma gravação em que é possível ouvir o sofrimento de meninos e meninas imigrantes da América Central, separados de seus pais após tentarem entrar ilegalmente nos Estados Unidos.

A gravação foi feita em um centro de detenção da Patrulha de Fronteira americana, na fronteira do país com o México.

Leia mais:

https://www.bbc.com/portuguese/internacional-44532068?utm_source=Colabora&utm_campaign=c98e3e596e-EMAIL_CAMPAIGN_2018_06_20_05_22&utm_medium=email&utm_term=0_7b4d6ea50c-c98e3e596e-417482585

Os amigos do golpe não têm amigos

Por Celso Vicenzi – 20/12/2017.

Notícia sem contexto é desinformação ou informação pela metade. O Bom Dia Brasil, da Globo, hoje, informou que o deputado federal Wladimir Costa (SD-PA) foi condenado por unanimidade, no Tribunal Regional Eleitoral do Pará por abuso de poder econômico e gastos ilícitos nas eleições de 2014. E ilustra a notícia com cenas dele votando pelo impeachment da Dilma. Mas, detalhe: em nenhum momento da reportagem menciona isso. Muito menos que ele havia tatuado a palavra “Temer” no ombro direito. Ou seja, quando esse pessoal é pego de calça curta, nunca tem amigos.

“Reforma” da Previdência: os números da farsa (por Antonio Martins/via Outras Palavras)

Por Antonio Martins – 28/11/2017 – via Outras Palavras.

Governo fala em economizar R$ 50 bilhões ao ano para “salvar” o sistema. Mas acaba de desfalcá-lo em muito mais, com a Contrarreforma Trabalhista e os privilégios concedidos às petroleiras estrangeiras. Alternativa é revogação destas medidas.

Leia mais:

http://outraspalavras.net/blog/2017/11/28/reforma-da-previdencia-os-numeros-da-farsa

A representação do negro no livro didático (por José Tadeu Arantes/via Fapesp)

A representação do negro no livro didático

Pesquisa investiga como a atuação dos ex-escravos no contexto pós-abolição é apresentada nas obras destinadas ao ensino fundamental e médio. (Foto: Ângelo Reinheimer/Fundação Ernesto Frederico Scheffel).

Por José Tadeu Arantes – 9/11/2017 – via Fapesp.

O Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) transformou o Estado brasileiro em um dos maiores compradores de livros do mundo. Quando as editoras inscrevem suas obras para concorrer à aquisição, uma série de requisitos devem ser cumpridos. E o edital define as características que podem contribuir para a aprovação ou a reprovação dos livros.

Uma pesquisa, conduzida na Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Assis, investigou como um tema tão polêmico quanto a representação do negro nos livros didáticos de História do Brasil pode ter sido afetado pelo PNLD, criado em 1985, mas que teve seu primeiro edital para o ensino médio apenas em 2008.

O estudo, realizado pela doutora em história Mírian Cristina de Moura Garrido, foi publicado em Escravo, africano, negro e afrodescendente – A representação do negro no contexto pós-abolição e o mercado de materiais didáticos (1997-2012), com o apoio da Fapesp.

Leia mais:

http://agencia.fapesp.br/a_representacao_do_negro_no_livro_didatico/26602

Atenção dos pais pode reduzir risco de abuso de drogas na adolescência (por Karina Toledo/via Agência Fapesp)

Atenção dos pais pode reduzir risco de abuso de drogas na adolescência

Estudo feito com mais de 6 mil jovens reforça a função protetora do estímulo ao cumprimento de regras. Pesquisa também indica que ricos bebem mais. Foto: Rebcenter/Wikimedia.

Por Karina Toledo – 7/11/2017 – via Agência Fapesp.

Pais que exigem o cumprimento de regras e que monitoram constantemente as atividades dos filhos – buscando saber onde estão, com quem e o que fazem – correm menor risco de enfrentar problemas relacionados ao abuso de álcool e de outras drogas quando as crianças entram na adolescência.

A probabilidade torna-se ainda menor quando, além de monitorar e cobrar, os pais também abrem espaço para o diálogo, explicam o motivo das regras e se mostram presentes no dia a dia dos filhos, dispostos a acolher suas dificuldades – característica parental que especialistas chamam de “responsividade”.

A conclusão é de uma pesquisa realizada na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) com 6.381 jovens de seis cidades brasileiras. Os resultados acabam de ser publicados na revista Drug and Alcohol Dependence.

Leia mais:

http://agencia.fapesp.br/atencao_dos_pais_pode_reduzir_risco_de_abuso_de_drogas_na_adolescencia/26569

Concentração da mídia no Brasil é a pior entre 11 países, incluindo Gana e Mongólia, diz estudo financiado pela Alemanha (por Kiko Nogueira/via DCM)

Roberto Irineu Marinho inaugura o novo estúdio do Jornal Nacional.

Por Kiko Nogueira – 31/10/2017 – via DCM.

A Deutsche Welle deu uma matéria sobre o novo relatório sobre a concentração da mídia brasileira divulgado pela organização internacional Repórteres Sem Fronteiras.

A pesquisa foi feita em parceria com a ONG Intervozes e financiada pelo Ministério de Cooperação Econômica e Desenvolvimento da Alemanha.

Leia mais:

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/concentracao-da-midia-no-brasil-e-a-pior-entre-11-paises-incluindo-gana-e-mongolia-diz-estudo-financiado-pela-alemanha

 

Fotógrafo espera pacientemente para registrar pessoas combinando com quadros no museu (por Awebic)

Pessoas combinam quadro museu (1)

Por Awebic – 19/10/2017.

Stefan Draschan é um fotógrafo que costuma encontrar maneiras de melhorar sua experiência em galerias de arte criando seus próprios projetos de arte. Em seu último trabalho, “People Matching Artworks” (algo como “Pessoas combinando com obras de arte” em tradução livre), o fotógrafo desenvolveu um trabalho impressionante de muita paciência.

Leia mais:

https://awebic.com/cultura/pessoas-combinando-quadros