Pesquisas recentes comprovam o poder das PANC na prevenção de doenças (por Juliana Carreiro/via O Estado de S. Paulo)

Por Juliana Carreiro – 4/12/2017 – via O Estado de S. Paulo.

No início de 2016 publiquei aqui um post sobre as PANC, Plantas Alimentícias Não-Convencionais. Para se ter uma ideia, aqui no Brasil existem cerca de 10 mil espécies de plantas alimentícias e só utilizamos cerca de 300. Isso diminui a regionalidade alimentar e é mais uma prova do aumento da globalização dos nossos hábitos alimentares. As PANC normalmente são vistas como mato, ervas daninhas ou  invasoras das plantações, isso porque elas nascem e crescem sozinhas, sem precisar de nenhum tipo de manejo. O que a maioria das pessoas não sabe é que elas possuem mais nutrientes, fibras, proteínas e compostos bioativos do que as convencionais, principalmente as que são cultivadas em larga escala, com agrotóxicos e solo pobre. Na culinária, as PANC são saborosas e versáteis. E o aumento do seu consumo pode ajudar a combater a fome, a melhorar a renda de pequenos agricultores locais e a preservar o meio ambiente, pois não o agride na sua produção.

Leia mais:

http://emais.estadao.com.br/blogs/comida-de-verdade/pesquisas-recentes-comprovam-o-poder-das-panc-na-prevencao-de-doencas

Mapa da origem dos alimentos. De onde vêm o coco, a banana e a manga?

Fonte: CIAT

Por Orgulho Xepa – julho/2017.

Fiz um curso interessantíssimo, O Complexo Ato de Comer na Atualidade, com a professora Isabella Callia, no SESC Bela Vista. A gente viu uma série de mapas ilustrando a origem histórica dos alimentos comuns, e as rotas que eles tomaram para chegar até as nossas geladeiras.

Leia mais:

http://orgulhoxepa.com/blog/2016/2/16/mapa-da-origem-dos-alimentos?utm_content=buffer339ee&utm_medium=social&utm_source=facebook.com&utm_campaign=buffer

Menos de 1% das propriedades agrícolas detém quase metade da área rural no país (por Flávia Villela/via Agência Brasil)

Propriedade rural em Ulianápolis, Pará,

Estabelecimentos com menos de 10 hectares representam cerca de 47% do total das propriedades brasileiras, mas ocupam menos de 2,3% da área rural total. Foto: MMA/Arquivo.

Por Flávia Villela – 1/12/2016 – via Agência Brasil.

Quase metade da área rural brasileira pertence a 1% das propriedades do país, de acordo com o estudo inédito Terrenos da desigualdade: terra, agricultura e desigualdades no Brasil rural divulgado hoje (1º) pela organização não governamental (ONG) britânica Oxfam. Os estabelecimentos rurais a partir de mil hectares (0,91%) concentram 45% de toda a área de produção agrícola, de gado e plantação florestal.

Leia mais:

http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2016-11/menos-de-1-das-propriedades-agricolas-detem-quase-metade-da-area-rural

Quarta revolução industrial (por Udo Gollub/via redes sociais)

Por Udo Gollub, em Messe, Berlim – Conferência na Universidade da Singularidade.

Em 1998, a Kodak tinha 170.000 funcionários e vendeu 85% de todo o papel fotográfico vendido no mundo. No curso de poucos anos, o modelo de negócios dela desapareceu e a empresa abriu falência. O que aconteceu com a Kodak vai acontecer com um monte de indústrias nos próximos 10 anos – e a maioria das pessoas não enxerga isso chegando. Você poderia imaginar em 1998 que três anos mais tarde você nunca mais iria registar fotos em filme de papel? No entanto, as câmaras digitais foram inventadas em 1975. As primeiras tinham 10.000 pixels mas seguiram a Lei de Moore. Tal como acontece com todas as tecnologias exponenciais, foram decepcionantes por longo tempo até serem muito superiores e dominantes em poucos anos.

O mesmo sucederá agora com a inteligência artificial, saúde, veículos autônomos e elétricos, a educação, a impressão em 3D, a agricultura e o emprego. Bem-vindo à Quarta Revolução Industrial! O software destroçará a maioria das atividades tradicionais nos próximos cinco a dez anos.

O UBER é apenas uma ferramenta de software, seus usuários não são proprietários de carros e são agora a maior companhia de táxis do mundo. A AIRBNB é a maior companhia hoteleira do mundo embora eles não sejam proprietários.

Inteligência Artificial: os computadores estão se tornando exponencialmente melhores a entender o mundo. Este ano um computador derrotou o melhor jogador de GO do mundo, 10 anos antes do previsto. Nos Estados Unidos advogados jovens já não conseguem empregos. Com o WATSON da IBM você pode conseguir aconselhamento legal (por enquanto em assuntos mais ou menos básicos) dentro de segundos com 90% de exatidão se comparado com os 70% de exatidão quando feito por humanos. Por isso, se você. está estudando Direito, PARE imediatamente. Haverá 90% menos advogados no futuro e só especialistas permanecerão.

O WATSON já está ajudando enfermeiras a diagnosticar câncer com quatro vezes mais precisão. O FACEBOOK incorpora agora um software de reconhecimento de padrões que reconhece faces melhor que os humanos. Em 2030 os computadores serão mais inteligentes que os humanos.

Veículos autônomos: em 2018 os primeiros veículos dirigidos automaticamente estarão à venda. Ao redor de 2020 a indústria automobilística começará a ser demolida. Ninguém desejará possuir um automóvel. Nossos filhos não precisarão de carta de condução ou serão donos de um carro. Isto mudará as cidades pois necessitaremos de 90% a 95% menos de carros para isso. Transformaremos áreas de estacionamento em parques. Cerca de 1.200.000 pessoas morrem cada ano em acidentes automobilísticos no mundo. Há um acidente a cada 100.000 quilômetros mas com os veículos autodirigidos isto cairá para um acidente a cada 10.000.000 de quilômetros salvando-se um milhão de vidas.

A maioria das empresas de automóveis poderão falir. Companhias de carros adotam a tática evolucionária e constroem carros melhores enquanto as companhias tecnológicas (Tesla, Apple, Google) adotarão a tática revolucionária e construirão um computador sobre rodas. Falei com um monte de engenheiros da Volkswagen e da Audi: estão completamente aterrorizados com a TESLA. As companhias seguradores terão problemas enormes porque, sem acidentes, o seguro se tornará 100 vezes mais barato. O negócio do seguro automóvel desaparecerá.

Os negócios imobiliários mudarão. Pelo fato de poderem trabalhar enquanto se deslocam, as pessoas vão se mudar para mais longe para viver em uma vizinhança mais bonita.

Carros elétricos se tornarão dominantes até 2020. As cidades serão menos ruidosas porque os carros rodarão eletricamente. A eletricidade se tornará incrivelmente barata e limpa: a energia solar tem estado numa curva exponencial há 30 anos mas somente agora você pode sentir o impacto. No ano passado foram montadas mais instalações solares que fósseis. O preço da energia solar vai cair de tal forma que todas as mineradoras de carvão cessarão a atividade ao redor de 2025.

Com eletricidade barata teremos água abundante e barata. A dessalinização agora consome apenas dois quilowatts/hora por metro cúbico. Não temos escassez de água na maioria dos locais, temos apenas escassez de água potável. Imagine ter tanta água limpa quanta desejar quase sem custo.

Saúde: O preço do Tricorder X será anunciado este ano. Teremos companhias que irão construir um aparelho médico (chamado Tricorder na série Star Trek) que trabalha com o seu telefone. Faz o escaneamento da retina, testa a sua amostra de sangue e analisa a sua respiração (bafômetro). Analisa 54 biomarcadores que identificarão qualquer doença. Vai ser barato de tal forma que em poucos anos cada pessoa do planeta terá acesso à medicina de padrão mundial praticamente de graça.

Impressão 3D: o preço da impressora 3D mais barata caiu de US$ 18.000 para US$ 400 em 10 anos. Neste mesmo intervalo tornou-se 100 vezes mais rápida. Todas as maiores fábricas de sapatos começaram a imprimir sapatos em 3D. Peças de reposição para aviões já são impressas em 3D em aeroportos remotos.

A Estação Espacial tem agora uma impressora 3D que elimina a necessidade de ter um monte de peças de reposição como era necessário anteriormente. No final deste ano os novos smartphones terão capacidade de escanear em 3D. Você poderá então escanear o seu pé e imprimir sapatos perfeitos em sua casa. Na China já imprimiram em 3D todo um edifício completo de seis andares, incluindo os escritórios. Lá por volta de 2027, 10% de tudo que for produzido será impresso em 3D.

Oportunidades de negócios: Se você pensa num nicho no qual gostaria de entrar, pergunte a si mesmo: “SERÁ QUE TEREMOS ISSO NO FUTURO?” Se a resposta for SIM, como você poderá fazer isso acontecer mais cedo? Se não funcionar com o seu telefone, ESQUEÇA a ideia. E qualquer ideia com sucesso no século 20 estará fadada a falhar no século 21.

Trabalho: 70% a 80% dos empregos desaparecerão nos próximos 20 anos. Haverá uma porção de novos empregos mas não está claro se haverá empregos suficientes em tempo tão exíguo.

Agricultura: haverá um robô agricultor de US$ 100,00 no futuro. Agricultores poderão tornar-se gerentes das suas terras ao invés de trabalhar nelas todos os dias. A AEROPONIA necessitará de bem menos água. A primeira vitela produzida “in vitro” já está disponível e vai se tornar mais barata que a vitela natural da vaca ao redor de 2018.

Atualmente, cerca de 30% de todos as superfícies agriculturáveis são ocupados por bovinos. Imagine se tais espaços deixarem se ser usados dessa forma. Há muitas iniciativas atuais para fazer proteína de insetos para o mercado. Eles fornecem mais proteína do que a carne. Deverá ser rotulada de FONTE ALTERNATIVA DE PROTEÍNA porque muitas pessoas ainda rejeitam a ideia de comer insetos.

Existe um aplicativo chamado “moodies” (estados de humor) que já é capaz de dizer em que estado de humor você está. Até 2020 haverá aplicativos que podem saber se você está mentindo ao analisar suas expressões faciais. Imagine um debate político em que se mostre quando as pessoas não estão dizendo a verdade.

O BITCOIN (dinheiro virtual) pode se tornar dominante este ano e poderá até mesmo tornar-se em moeda-reserva padrão.

Longevidade: atualmente, a expectativa de vida aumenta cerca de três meses por ano. Há quatro anos, a expectativa de vida costumava ser de 79 anos e agora é de 80 anos. Por volta de 2036 haverá um aumento de mais de um ano por ano. Assim poderemos viver vidas longas, possivelmente bem mais do que 100 anos.

Educação: os smartphones mais baratos já estão custando US$ 10,00 na África e na Ásia. Até 2020, 70% de todos os humanos terão um smartphone. Isso significa que cada um terá o mesmo acesso à educação de qualidade mundial. Cada criança poderá usar a academia KHAN com os mesmos conteúdos de escolas de países do chamado Primeiro Mundo.

Brasil, paraíso dos agrotóxicos (por Rui Daher/via Carta Capital)

Agrotóxicos

Ato no Dia Internacional de Luta contra os Agrotóxicos, no Rio de Janeiro, em 2014.

Por Rui Daher – 16/8/2016 – via Carta Capital.

“Continua-se, pois, aplicando monstruosidades de agrotóxicos nas lavouras brasileiras, o que perdurará enquanto predominarem o brutal poder de divulgação da indústria e os temores e comodismo de nossos agricultores.”

Leia mais:

http://www.cartacapital.com.br/economia/brasil-paraiso-dos-agrotoxicos

Crianças envenenadas: nem bebês estão a salvo dos agrotóxicos (por Alceu Luís Castilho/via Outras Palavras)

agrotoxicos-crianças02

Por Alceu Luís Castilho – 11/7/2016 – via Outras Palavras.

“Pesquisa da USP traz detalhes sobre distribuição etária da contaminação por pesticidas no Brasil; 40% dos casos até 14 anos em MG e MT atingem faixa até 4 anos.

Leia mais:

http://outraspalavras.net/alceucastilho/2016/07/11/criancas-envenenadas-nem-bebes-estao-a-salvo-dos-agrotoxicos