Eu, Dallagnol e o corporativismo do Ministério Público (por Eugênio Aragão/via DCM)

Por Eugênio Aragão – 3/12/2017 – via DCM.

É de interesse público que o ministério público se cale. Só fale nos autos. Suas manifestações têm enorme potencial de acirrar conflitos, mormente quando trata a ferro e fogo pessoas sobre as quais ainda prevalece a presunção de inocência. É de interesse público que o ministério publico se porte dentro dos estritos ditames da lei, respeitando os outros poderes e seus agentes, dentro do princípio de sua separação harmônica.

Leia mais:

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/eu-dallagnol-e-o-corporativismo-do-ministerio-publico-por-eugenio-aragao

As explicações de Dallagnol que não convencem (via clickpolitica.com.br)

Por Celso Vicenzi – 18/6/2017.

Ele pensa que todos os brasileiros são otários? Pego com a boca na botija vem com desculpinha escrota e esfarrapada? Ir com muita sede ao pote dá nisso.

Para alguns, basta dar tempo ao tempo para que mostrem a verdadeira cara. Este é também o sujeito moralista e combatente da corrupção que comprou imóveis do Minha Casa, Minha Vida para especular. O mesmo que junto com Moro e outros ídolos de pés de barro perseguem indícios criminosos num triplex e num sítio de pedalinhos que nunca pertenceram a Lula e não enxergam a festa da corrupção no Palácio do Planalto, comandada por Temer, Aécio e seus aliados golpistas. Só enganam analfabetos políticos que se deixam enganar por patos amarelos.

Leia o esclarecimento de Deltan Dallagnol, no Facebook (via www.clickpolitica.combr):

http://clickpolitica.com.br/geral/pra-rir-dallagnol-se-desespera-sobre-palestras-e-afirma-no-facebook-que-maior-parte-de-suas-palestras-e-de-graca

Carta aberta de Aragão a Dallagnol: “baixe a bola, colega” (por Fernando Brito/via Tijolaço e blog do Marcelo Auler)

deltanpower

Por Fernando Brito – 22/12/2016 – via Tijolaço e blog do Marcelo Auler.

Do blog do Marcelo Auler, a carta aberta do Procurador da República Eugênio Aragão ao chefe da Força Tarefa da Lava Jato, que aplaudiu, nos jornais, o acordo entre a Odebrecht e o governo dos EUA, dizendo que quem se opõe aos métodos da Lava Jato tem “complexo de vira-latas”.

Leia mais:

http://www.tijolaco.com.br/blog/carta-aberta-de-aragao-dallagnol-baixe-bola-colega

Os limites de um Brasil contemporâneo preso ao período colonial. Entrevista especial com Mino Carta (por João Vitor Santos/via IHU)

Mino Carta – Foto: Editora Confiança.

Por João Vitor Santos/via Instituto Humanits Unisinos – 29/9/2016.

“O bom humor, a acidez e a perspicácia na análise de conjuntura de Mino Carta são únicos e cabem mesmo somente no italiano com coração brasileiro. Isso o faz perceber momentos sombrios com certo pessimismo, mas de forma muito peculiar. “Olha, vejo um negrume, um futuro muito terrível, pelo menos no imediato e a médio prazo. A longo prazo, estarei morto”, dispara em meio a gargalhadas ao falar do Brasil de hoje, durante uma conversa de cerca de uma hora com a IHU On-Line. Ele foi convidado a dar uma entrevista sobre a perspectiva da judicialização da política, a partir do que incita aOperação Lava Jato e as associações que são feitas com a Operação Mãos Limpas, na Itália. Mas, inevitavelmente, extrapola. Antes de falar de judicialização, ele entende que se vive ainda na relação entre a Casa-Grande e a Senzala retratadas na obra de Gilberto Freyre. “Ele escreveu coisas que deveriam levar as pessoas a meditar”, indica.”

Leia mais:

http://www.ihu.unisinos.br/560589-os-limites-de-um-brasil-contemporaneo-preso-ao-periodo-colonial-entrevista-especial-com-mino-carta

Dallagnol culpa portugueses por corrupção no Brasil. É que ele não conhece a Austrália, coitado. (por Fernando Brito/via Tijolaço)

firstfleet

Por Fernando Brito – 25/9/2016 – via Tijolaço.

“O promotor Deltan Dallagnol, narra a jornalista Maria Cristina Fernandes, no Valor, diz que a origem da corrupção no Brasil está nos primeiros colonos portugueses que, segundo ele, eram a escória:

 “Quem veio de Portugal para o Brasil foram degredados, criminosos. Quem foi para os Estados Unidos foram pessoas religiosas, cristãs, que buscavam realizar seus sonhos, era um outro perfil de colono”.

Paulo Henrique Amorim, em vídeo publicado no Conversa Afiada, diz que o chefe da lava Jato é um idiota.

O Dr. Dallagnol é pior, é um ignorante.”

Leia mais:

http://www.tijolaco.com.br/blog/dallagnol-culpa-portugueses-por-corrupcao-no-brasil-e-que-ele-nao-conhece-australia-so-o-moro

As acusações contra Lula e a contrarreforma (por Luiz Eduardo Soares/via DCM)

lula rui falcão

Por Luiz Eduardo Soares/via DCM – 19/9/2016.

“O Ministério Público Federal, atuando no Paraná, entendeu que o ex-presidente Lula é o chefe de um organização criminosa que assaltou o Estado brasileiro. Os procuradores fundamentaram sua conclusão em três interpretações dos fatos identificados nas investigações: 1) indivíduos que desempenharam funções públicas favoreceram interesses privados, em troca de propinas milionárias, as quais foram divididas com outros indivíduos e partidos políticos. Entre os beneficiários estava o PT; 2) Os corruptos foram nomeados com o aval do presidente da República; 3) O presidente sabia o que faziam.

A intenção deste artigo é questionar esta acusação a Lula. Eu o faço com a autoridade moral de quem tem denunciado a corrupção dos governos petistas, desde antes do mensalão; de quem sempre defendeu a Lava-Jato e admira a competência, a coragem e a independência do procurador Deltan Dallagnol.”

Leia mais:

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/as-acusacoes-contra-lula-e-a-contrarreforma