Zizek: Amor e Sexo sob o gelo dos contratos (via Outras Palavras)

180110-Magritte

Por Slavoj Žižek | Tradução: Ricardo Cavalcanti-Schiel | Imagens: René Magritte, Os Amantes (1928) e João Rabello (charge).

Ocecada em transformar a experiência erótica em algo previsível e controlado, onda moralista ameaça afogar o desejo e sufocar a liberdade sexual das mulheres.

Leia mais:

https://outraspalavras.net/destaques/zizek-amor-e-sexo-sob-o-gelo-dos-contratos

O amor, por Gregório de Matos

O amor é finalmente
um embaraço das pernas,
uma união de barrigas,
um breve tremor de artérias.

Uma confusão de bocas,
uma batalha de veias,
um reboliço de ancas,
quem diz outra coisa é besta.

Gregório de Matos (Definição do Amor).
No livro Antologia da poesia erótica brasileira, organizado por Eliane Robert Moraes.

Imagem: O beijo – Henri de Toulouse-Lautrec, 1892).

Nenhum texto alternativo automático disponível.