O Brasil vive a Era do Foda-se (por Leonardo Sakamoto/via blog do Sakamoto/UOL)

Foto: Marlene Bergamo/Folhapress.

Por Leonardo Sakamoto – 24/8/2017 – via blog do Sakamoto/UOL.

Vivemos a ”Era do Foda-se”. Sabe aquele esforço para se preocupar com as consequências das próprias ações e palavras e, no mínimo, manter as aparências? Então, ele se aposentou ou tirou férias, mandando avisar que só dá as caras quando a democracia plena voltar ao Brasil. Até lá, cada autoridade ou membro da elite deste país pode falar ou fazer o que quiser, sem medo da repercussão negativa junto à população. Até porque, convenhamos, foda-se.

Leia mais:

https://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2017/08/24/o-brasil-vive-a-era-do-foda-se

As polêmicas envolvendo o IDP de Gilmar Mendes (por Patricia Faermann/via Luis Nassif/GGN)

Foto: Walter Alves/IDP.

Por  Patricia Faermann – 15/6/2017 – via Luis Nassif/GGN.

O Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP) de propriedade do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), teve mais um de seus patrocínios envolvidos em polêmicas. Além dos casos já revelados há mais de três anos pelo GGN, o Instituto recebeu R$ 2,1 milhões do grupo J&F, investigado no esquema da Operação Lava Jato, e que tem processos que podem ser analisados pelo próprio Gilmar, que insiste em não se declarar impedido.

Leia mais:

http://jornalggn.com.br/noticia/as-polemicas-envolvendo-o-idp-de-gilmar-mendes

Caso Temer-Geddel é apenas um folhetim em uma história que perdeu o fio da meada (por Lucas Figueiredo/via The Intercept)

Presidente Michel Temer durante sua posse no Senado Federal.(Brasília - DF, 31/08/2016)Foto: Beto Barata/PR

Brasília, 31 de agosto de 2016 — Presidente Michel Temer durante sua posse no Senado Federal. Foto: Beto Barata/PR.

Por Lucas Figueiredo – 25/11/2016 – via The Intercept.

“Perdeu o fio da meada do que acontece no Brasil? Achava que o país teria menos corrupção com a queda da presidente Dilma Rousseff? Não entendeu por que a crise econômica continua mesmo após o PT ter sido varrido do governo? Então vamos lá. Respire fundo e venha comigo. Vamos recapitular.”

Leia mais:

https://theintercept.com/2016/11/25/caso-temer-geddel-e-apenas-um-folhetim-em-uma-historia-que-perdeu-o-fio-da-meada

Os limites de um Brasil contemporâneo preso ao período colonial. Entrevista especial com Mino Carta (por João Vitor Santos/via IHU)

Mino Carta – Foto: Editora Confiança.

Por João Vitor Santos/via Instituto Humanits Unisinos – 29/9/2016.

“O bom humor, a acidez e a perspicácia na análise de conjuntura de Mino Carta são únicos e cabem mesmo somente no italiano com coração brasileiro. Isso o faz perceber momentos sombrios com certo pessimismo, mas de forma muito peculiar. “Olha, vejo um negrume, um futuro muito terrível, pelo menos no imediato e a médio prazo. A longo prazo, estarei morto”, dispara em meio a gargalhadas ao falar do Brasil de hoje, durante uma conversa de cerca de uma hora com a IHU On-Line. Ele foi convidado a dar uma entrevista sobre a perspectiva da judicialização da política, a partir do que incita aOperação Lava Jato e as associações que são feitas com a Operação Mãos Limpas, na Itália. Mas, inevitavelmente, extrapola. Antes de falar de judicialização, ele entende que se vive ainda na relação entre a Casa-Grande e a Senzala retratadas na obra de Gilberto Freyre. “Ele escreveu coisas que deveriam levar as pessoas a meditar”, indica.”

Leia mais:

http://www.ihu.unisinos.br/560589-os-limites-de-um-brasil-contemporaneo-preso-ao-periodo-colonial-entrevista-especial-com-mino-carta

E a única pessoa que verdadeiramente se bateu contra a corrupção está sendo afastada (por Paulo Nogueira/via DCM)

Cúmulo do absurdo

Por Paulo Nogueira – 24/8/2016 – via DCM.

“E então estamos chegando a uma situação que desafia qualquer noção de racionalidade.

A única pessoa que verdadeiramente se bateu contra a corrupção nestes últimos anos está sendo afastada.

Como a posteridade vai explicar isso?

Seus algozes deveriam estar com tornozeleira, de Temer a Aécio, de Renan a Serra, para não falar em Eduardo Cunha, o grande articulador do golpe.

E no entanto é Dilma quem vai sair.”

Leia mais:

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/e-a-unica-pessoa-que-verdadeiramente-se-bateu-contra-a-corrupcao-esta-sendo-afastada-por-paulo-nogueira

Como funciona o consórcio midiático-judicial que está enterrando a democracia brasileira (por Pedro Breier/via O Cafezinho)

globo-ditadura

Por Pedro Breier – 18/8/2016 – via O Cafezinho.

“A sequência e o entrosamento são claros: Moro começa a jogada vazando os áudios para a Globo; a Globo recebe o passe, interpreta à sua maneira os áudios, encena-os em horário nobre, cria a convulsão social desejada e passa a bola para Gilmar Mendes; o tucano do STF dá sequência à tabelinha impedindo a posse de Lula; Janot pega a bola e insiste na abertura de inquérito; Teori não se opõe e a Globo finaliza a jogada decretando a culpa dos petistas em editorial.

Muitos dos que compram essa narrativa na verdade estão também alinhados ideologicamente à Globo e às castas burocráticas do Judiciário e do MPF.”

Leia mais:

http://www.ocafezinho.com/2016/08/18/como-funciona-o-consorcio-midiatico-judicial-que-esta-enterrando-a-democracia-brasileira

Gilmar Mendes, ministro com partido (por Guilherme Boulos/via Outras Palavras)

images-cms-image-000499065

Por Guilherme Boulos – 11/8/2016 – via Outras Palavras.

“Ao pedir cassação do PT, enquanto flerta com PSDB e fecha os olhos a atos de Aécio, ele  cruzou um limite. É hora de examinar ações deste antimagistrado parcial e estridente — além de irritadiço, quando enfrenta críticas…”

Leia mais:

http://outraspalavras.net/brasil/gilmar-mendes-ministro-com-partido

Carta aberta a Gilmar Mendes: o senhor deveria aprender com a juíza americana que pediu desculpas por se meter em política. (Por Paulo Nogueira/viaDCM)

Ela falou sobre política e teve que pedir desculpas para a sociedade

Ela falou sobre política e teve que pedir desculpas para a sociedade.

Por Paulo Nogueira – 14/7/2016 – via DCM.

“Caro ministro Gilmar:

O senhor desonra a Justiça. É a pior espécie de juiz que pode existir: aquele que se move por razões políticas. Sabemos antecipadamente qual será seu voto quando se trata de um tema político. Isto, em si, é uma afronta à dignidade da Justiça.”

Leia mais:

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/carta-aberta-a-gilmar-mendes-o-senhor-deveria-aprender-com-a-juiza-americana-que-pediu-desculpas-por-se-meter-em-politica-por-paulo-nogueira

Entrevista – Glenn Greenwald: “Tudo ficou mais claro: é golpe” (por Leneide Duarte-Plon e Clarisse Meireles/via Carta Capital)

Glenn Greenwald

Glenn Greenwald: “Passei a cobrir a política brasileira quando vi o Jornal Nacional divulgar o diálogo entre Lula e Dilma como se fosse novela.”

Por Leneide Duarte-Plon e Clarisse Meireles – 8/6/2016 – via Carta Capital.

Diz o revelador do escândalo NSA: esta é a palavra certa.

Leia a entrevista:

http://www.cartacapital.com.br/revista/904/201ctudo-ficou-mais-claro-e-golpe201d?utm_content=buffer646da&utm_medium=social&utm_source=twitter.com&utm_campaign=buffer