“O poder sem controle é a pior das maldições”: a aula pública sobre a tragédia do reitor da UFSC (por Celso Vicenzi/via DCM)

Aula Pública na Ufsc: Resistência ao abuso de poder e ao fascismo. Foto: Celso Vicenzi.

Por Celso Vicenzi – 29/11/2017 – via DCM.

Contra todos os abusos que se cometem no Brasil, sobretudo a partir da Lava Jato e do golpe contra a presidenta Dilma Roussef, oradores se revezaram na aula pública na UFSC, em defesa dos fundamentos do Estado Democrático de Direito e da Autonomia Universitária, e também pela apuração dos fatos e responsabilização dos agentes envolvidos na crise que vitimou a Ufsc e o ex-reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo.

Leia mais:

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-poder-sem-controle-e-pior-das-maldicoes-aula-publica-sobre-tragedia-do-reitor-da-ufsc-por-celso-vicenzi

Boaventura: a esquerda sem imaginação (por Boaventura de Sousa Santos/via Outras Palavras)

180824-Cinza3

Por Boaventura de Sousa Santos – 24/8/2017 – via Outras Palavras. Imagem: Edward Hooper, Pessoas ao sol (1963).

Leia mais:

Por não ousar novas formas de Democracia, Estado e Economia; e por não enfrentar articuladamente as três faces da dominação, ela tem sido incapaz de deter a ofensiva brutal do sistema.

http://outraspalavras.net/capa/boaventura-a-esquerda-sem-imaginacao

A liberdade de limitar-se: psicanálise e teoria do poder (por Christian Ingo Lenz Dunker/via blog da Boitempo)

Por Christian Ingo Lenz Dunker/ – 23/8/2017 – via blog da Boitempo.

O moralismo que deu luz ao nosso momento atual entrou em colapso. O princípio de autolimitação foi trocado pelo modelo no qual a liberdade é exercer todo o poder que se pode.

Leia mais:

https://blogdaboitempo.com.br/2017/08/23/a-liberdade-de-limitar-se-psicanalise-e-teoria-do-poder

13 pontos para embasar qualquer análise de conjuntura (por Maurício Abdalla/via Le Monde Diplomatique Brasil)

33957216413_b0624834e8_z

Por  Maurício Abdalla – 24/5/2017 – via Le Monde Diplomatique Brasil.

O complexo financeiro-empresarial não tem opção partidária, não veste nenhuma camisa na política, nem defende pessoas. Sua intenção é tornar as leis e a administração do país totalmente favoráveis para suas metas de maximização dos lucros.

Leia mais:

http://diplomatique.org.br/13-pontos-para-embasar-qualquer-analise-de-conjuntura

Políticos admitem que o dinheiro controla Washington (por Jon Schwarz/via The Intercept)

Reprodução

Por Jon Schwarz/via The Intercept – 30/9/2016.

Um dos aspectos mais constrangedores da política é quando políticos negam o impacto do dinheiro no que fazem. Por exemplo, Tom Corbett, ex-governador da Pensilvânia, notoriamente conhecido por sua simpatia pelo fraturamento hidráulico (“fracking”), recebeu US$ 1,7 milhão de empresas do setor de petróleo e gás, mas garantiu a seus eleitores que “as contribuições não influenciam minhas decisões”. Se você está tentando convencer pessoas a votarem em você, não diga a elas que o que elas querem não tem importância.

(…) Oitenta e cinco por cento dos americanos acreditam que os EUA precisam “reformular completamente” ou realizar “alterações estruturais” no sistema de financiamento de campanhas. Somente 13% acham que “apenas pequenos ajustes sejam necessários” – número menor do que o de americanos que dizem já ter visto um fantasma. Por isso, resolvemos coletar exemplos de políticos ativos reconhecedores da realidade absolutamente evidente.”

Leia mais:

http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Internacional/Politicos-admitindo-que-o-dinheiro-controla-Washington/6/36921

Preconceito linguístico: como isso afeta o empoderamento feminino (por Stephanie Ribeiro, do Lado M/via Geledés

Por  Stephanie Ribeiro, do Lado M/via Geledés – 19/1/2016.

Existe uma regra de ouro da linguística que diz: “só existe língua se houver seres humanos que a falem”. Assim começa o livro de Marcos Bagno: “Preconceito Linguístico – o que é, como se faz”. E esse meu texto também, motivado pela constante chamada de atenção de machistas e até de feministas para os meus erros gramaticais.

Leia mais:

http://www.geledes.org.br/preconceito-linguistico-como-isso-afeta-o-empoderamento-feminino

O Estado Nacional acima de tudo (por André Araújo/via Luis Nassif/GGN)

Por André Araújo – 7/6/2016 – via Luis Nassif/GGN.

“O Estado é um barco onde estão todos os habitantes do País, bons e maus, puros e  corruptos, idealistas e gananciosos. Se o barco afunda, todos afundam juntos, por isso a preservação do Estado está acima dos ideais de justiça e das causas virtuosas.”

Leia mais:

http://jornalggn.com.br/noticia/o-estado-nacional-acima-de-tudo-por-andre-araujo

Quem tem o poder?

Novas manifestações, dia 12, para tentar tirar o PT do poder. Mas que poder é esse, se quem preside o Senado é o Renan (PMDB), quem preside a Câmara é o Cunha (PMDB) e agora o articulador do governo Dilma é o vice Temer, também do PMDB? O Parlamento dominado pelo PMDB e oposição (que, às vezes, são a mesma coisa!). O Judiciário usando dois pesos, duas medidas, e procedendo conforme aquela máxima: aos amigos, tudo; aos inimigos, a lei – que, em alguns casos, muda o quanto for necessário para enquadrar quem se deseja, enquanto outros continuam livres, leves e soltos.