A reforma trabalhista, a ração humana e a escravidão: a direita brasileira nos roubou a civilização (por Carlos Fernandes/via DCM)

Por Carlos Fernandes – 19/10/2017 – via DCM.

Para além do descumprimento à Constituição Federal, da desobediência às normas democráticas, da falência institucional e da desmoralização internacional, o golpe parlamentar que reconduziu a direita ao poder nacional no Brasil vem subjugando a própria condição humana da grande massa de pobres e excluídos dessa nação.

Leia mais:

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/a-reforma-trabalhista-a-racao-humana-e-a-escravidao-a-direita-brasileira-nos-roubou-a-civilizacao-por-carlos-fernandes

As inconstitucionalidades da reforma trabalhista e as principais mudanças na vida do(a) trabalhador(a) (por Johann Schuck/via SLPG)

Por Johann Schuck – 17/7/2017 – via SLPG.

A nova Lei nº 13.467, de 13 de julho de 2017, denominada de Reforma Trabalhista, viola cabalmente diversos dispositivos da Constituição Federal. Mais do que isso, as novas modificações implementadas representam a verdadeira precarização das relações de trabalho, sob o pretexto de modernização da Justiça do Trabalho.

Leia mais:

http://slpgadvogados.adv.br/noticias/inconstitucionalidades-da-reforma-trabalhista-e-principais-mudancas-na-vida-doa

CNBB e mais de 70 bispos convocam população para a greve geral (por Outras Palavras)

A Igreja no Brasil acerta o passo com o Papa. Na foto, Francisco com o povo no Rio, em 2013.

Por Outras Palavras – 26/4/2017.

Além da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), pela voz de seu secretário-geral, dom Leonardo Steiner (aqui), 75 arcebispos e bispos de um universo de 308 na ativa neste momento no país lançaram convocações à população para a greve geral contra as reformas do governo Temer e a política de massacre dos pobres do país iniciada depois do golpe de Estado. É uma mobilização eclesial na direção dos pobres não vista desde o fim do regime militar no Brasil, sob o impacto da mudança de rumos que o Papa Francisco lidera na Igreja em todo o mundo.

Leia mais:

http://outraspalavras.net/maurolopes/2017/04/26/cnbb-e-mais-de-40-bispos-convocam-populacao-para-a-greve-geral/#more-1580

Reforma trabalhista é aprovada na Câmara; veja como votou cada deputado (por Pragmatismo Político)

reforma trabalhista voto deputados

Por Pragmatismo Político – 26/4/2017.

Reforma trabalhista acaba de ser aprovada na Câmara dos Deputados. Projeto do governo Temer representa o maior ataque aos direitos dos trabalhadores em todos os tempos. Apenas oito partidos orientaram voto contra. Veja como votou cada deputado.

Leia mais:

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2017/04/as-principais-mudancas-da-reforma-trabalhista-e-como-votou-cada-deputado.html

Reforma trabalhista é o maior ataque da história ao trabalhador, dizem juízes e procuradores

Por Notícias Brasil On-Line – 19/4/2017.

Em nota conjunta, as principais associações de juízes e integrantes do Ministério Público do país pediram aos parlamentares que rejeitem a reforma trabalhista, em discussão na Câmara. Na avaliação das entidades, o relatório do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN) representa o maior ataque aos direitos trabalhistas na história do Brasil. Para as duas categorias, o substitutivo de Marinho “extrapola em muito” a proposta enviada pelo presidente Michel Temer, parte do pressuposto de que o trabalhador “age de forma ilícita e censurável” nas relações trabalhistas, favorece o empregador e permite até a contratação por menos de um salário mínimo.

Leia mais:

Reforma trabalhista é o maior ataque da história ao trabalhador, dizem juízes e procuradores